Solicitanções a SEOP por Ações mais Rígidas Referentes a Situação da Praça Santos Dumont

Prezado Morador, 
 
Desde outubro de 2015 , a diretoria da Amagávea vem solicitando a SEOP ações mais rígidas referente a situação da Praça Santos Dumont (Baixo Gávea). Coibir definitivamente os ambulantes, flanelinhas , musica e batucadas em frente aos bares, dentre outras ações. 
Durante as Olimpíadas a Casa da Jamaica, situada no Restaurante Prado, abusou do som alto sem que a Prefeitura tomasse alguma providencia….  Festas também se propagam pelo bairro, sem o menor respeito à lei do silencio. 
 
Nesta semana, já entramos em contato com a subprefeitura pedindo uma reunião para cobrar a resolução dos assuntos acima. A  data ainda não foi marcada. 
 
Informaremos assim que a reunião for marcada. 
 
Abraços fraternos 
René Hasenclever Presidente da Amagavea

Audiência Pública sobre Projeto em Antigo “Terreno do Mundial”

Prezado morador e associado,

O terreno da Rua Marquês de São Vicente nº 104 é hoje uma das grandes situações a serem resolvidas no nosso bairro. Várias especulações e histórias rondam o famoso “Terreno do Mundial”. Há mais de 30 anos a área em questão encontra-se abandonada e isso impacta negativamente a urbanização e paisagem do bairro. Hoje este terreno é motivo de preocupação dos moradores, e por consequência da Amagávea, por ser um possível criadouro de ratos e mosquitos.

Em 2014, foi aprovada a Lei 5757/2014 que cria o Parque Municipal Sustentável da Gávea. No tocante à exigência de que a indenização seja justa, decorre a necessidade de que o valor pago pelo Poder Público corresponda ao valor do bem cuja titularidade foi suprimida. Para validar a desapropriação é fundamental que haja um ressarcimento integral e pela localização e tamanho do terreno o valor é relativamente alto, acima de R$ 60 milhões. A Prefeitura até o momento não remunerou o proprietário do terreno desapropriado e pela atual situação financeira da economia acreditamos que o município não o fará tão cedo pois há muitas outras prioridades.

A Amagávea sempre esteve presente de maneira transparente e trazendo à discussão cada proposta que nos foi passada. Consciente que a atual legislação não permite na área a instalação de um comércio de grande porte, como um supermercado, a empresa proprietária apresentou para a Amagávea um projeto de empreendimento comercial para o local, desenvolvido pela empresa da Arquitetura A+. No projeto consta um grande parque na parte da frente e um empreendimento de quatro andares com salas comerciais no restante do terreno.

Agendamos uma reunião com a Secretaria de Urbanismo para saber mais detalhes do projeto e para esta reunião convidamos os síndicos vizinhos do terreno. Neste encontro a Secretaria de Urbanismo definiu a realização de uma Audiência Pública, onde o projeto será apresentado a comunidade e os moradores serão ouvidos. Assim sendo, a Amagávea convida você morador a participar da Audiência Pública.

A Amagávea acredita na força democrática de uma gestão e entende que quanto mais moradores comparecerem, melhor.

A audiência será no dia 6 de julho, quarta-feira, às 19h, no Planetário.

Esperamos todos vocês

Atenciosamente.

Rene Hasenclever e diretoria

Informe: Carta ao Morador (Reunião do Dia 11 de Maio)

Prezado morador,

A ultima reunião da AMAGÁVEA aconteceu no dia 11 de maio com a seguinte pauta:

– Apresentação do Subprefeito Heitor Wegmann.
– Ações da Associação.
– Assuntos gerais dos moradores.

A reunião foi iniciada com a fala do Heitor Wegmann e seguimos com a pauta para os moradores que levantaram alguns pontos conforme abaixo:

• Praça Santos Dumont – Falta de iluminação adequada, melhoria no mobiliário urbano (com diversas grades quebradas), poda das árvores, plantio de novas árvores, segurança.
• Providencia para remoção de carros abandonados na Rua Professor Manuel Ferreira (são mais de dois).
• Poda de árvores no bairro como um todo, incluindo todas as ruas transversais.
• Problemas de trânsito no cruzamento da Embaixador Carlos Taylor com Marques de São Vicente.
• Problema do estacionamento irregular das vans na Rua Professor Manuel Ferreira.
• Fechamento da rua pelos estudantes e publico em geral em frente ao “bar do Pires” na Rua Marques de São Vicente, 218.
• Realocação da banca de jornal na esquina das Ruas Arthur Araripe com Auto Estrada Lagoa Barra. A mesma tapa a visibilidade de pedestres e motoristas.
• Limpeza de bueiros da Rua Marques de São Vicente e outras.
• Pedido de quebra-molas em frente a E.M Desembargador Oscar Tenório, na Rua Professor Manuel Ferreira.

Tivemos a presença de dois estudantes da PUC Rio apresentando um projeto de segurança para porteiros que será divulgado no nosso site amagavea.org.br.

Após a reunião e ao longo da ultima semana a subprefeitura começou o trabalho na Praça Santos Dumont. Arvores já foram podadas e novas mudas plantadas, as grades e mobiliário urbano estão sendo substituídos, a iluminação foi reforçada e parte dos bueiros foi limpo (fotos das ações no nosso site).

A AMAGAVEA está em constante diálogo com a subprefeitura através do Heitor Wegmann torcendo e cobrando mais ações pelo nosso bairro. Sabemos que muito ainda precisa ser feito.

Estamos aguardando a agenda para reunião com CET Rio, COMLURB e SEOP em conjunto com a subprefeitura.

Agradecemos a participação de todos os moradores que participam, apoiam e divulgam o trabalho da Associação. Afinal, A AMÁGAVEA SOMOS TODOS NÓS!

Nossos canais de comunicação são nossa página no Facebook, nosso site e o email [email protected]

Associe-se!

Abraço fraterno,

Rene Hasenclever e Diretoria