Sobre as Luzes na Região Próxima à Rocinha

04 jun 20

Confiram o relato abaixo de Luiz Fernando Penna, ex-diretor da Amalga Alto Gávea, sobre as luzes que tem sido vistas por alguns como uma possível ampliação da Rocinha:

“Parte das luzes foram foram notadas por morador do prédio na Osório Duque Estrada, sem setembro do ano passado. Fui imediatamente os local, onde encontrei uma pessoa do Movimento, vulgo Papel.

Com ele vistoriei a área. Nada de ocupação. Ele explicou que as luzes serviam para ajudar moradores a pegar água em fonte (chamadas de Bicão), o que de fato foi necessário durante a crise na Cedae.

Em março um morador me avisou de mais luzes, já durante a pandemia. Mandei recado ao Movimento. Me retornaram dizendo ser melhoria na iluminação da trilha.

Sendo o que for, temos de esperar acabar o Corona para subir.”

Luiz Fernando também enviou as fotos abaixo, que ilustram o relato:

A Amagávea acompanha e cobra da prefeitura fiscalização. Infelizmente, o crescimento nas favelas é o que, desde 1982, o Governo do Estado e a Prefeitura entendem como solução de moradias para pessoas de bairro renda. Isso se alinha a nossa sociedade sempre ausente da destruição da nossa capital, assim como em todo o estado.

Atenciosamente,

René Hasenclever, Presidente da Amagávea

WP Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com