Pedido Extensão Segurança Presente

A Amagávea esteve, no dia 30/08, em reunião com a Secretaria de Governo responsável pelo Projeto Segurança Presente. Foi requisitado o aumento da área atendida pelo Projeto na Gávea, do efetivo e do horário de permanência. Levamos cópia dos avisos nas redes sociais das ocorrências nos últimos meses na Gávea.

Apesar da grande concorrência com outros bairros, que pleiteiam o mesmo, esperamos ser atendidos.

Confiram o documento enviado, que também contém relatos de diversos moradores do bairro.

Decisão mais Recente do TCE-RJ em relação à Estação Gávea

Caros moradores,

Confiram a decisão mais recente do TCE-RJ em relação ao superfaturamento das obras e à
continuidade dos trabalhos na Estação Gávea:

O Tribunal de Contas do Estado do Rio de Janeiro (TCE-RJ), em sessão plenária realizada nesta quarta-feira (25/08), emitiu três acórdãos resultantes de processos que analisam o superfaturamento das obras da Linha 4 do metrô e a execução de plano de emergência para fazer cessar os riscos  decorrentes da paralisação dos trabalhos na Estação Gávea. Em dois deles, a partir da identificação de irregularidades na execução contratual, fruto de extenso e rigoroso trabalho de auditoria, chegou-se a um dano ao erário no valor atualizado de cerca de R$ 3,7 bilhões, o equivalente a 22% do total da obra. Um desses dois processos mencionados, que trata de três achados de auditoria, transitou em julgado e, portanto, não admite mais recurso no Tribunal. O terceiro acórdão resulta de decisão plenária no sentido de determinar ao Governo do Estado que adote medidas concretas para concretizar plano de emergência que elimine os riscos da interrupção das obras na Estação Gávea.

A matéria completa pode ser lida no site do TCE-RJ.

Matéria sobre Construção de Prédios em Terreno de Batalhão no Leblon

“Já o presidente da Associação de Moradores da Gávea, René Hasenclever, começou a articular uma manifestação, temendo que no lugar sejam erguidos “espigões”. Uma posição contrária à da presidente da Associação de Moradores do Leblon, Evelyn Rosenzweig, que apoia a construção de edifícios no espaço, desde que haja contrapartidas para a população.

(…)

— Imagina construir oito espigões ali, cada família com dois ou três carros? O Leblon e a Gávea não comportam. O terreno precisa ser, sim, aproveitado, mas como espaço público — diz René.”

https://extra.globo.com/noticias/rio/tj-considera-lei-inconstitucional-reacende-polemica-sobre-construcao-de-predios-em-terreno-de-batalhao-no-leblon-25151952.html

O terreno do 23º BPM no Leblon: local abriga sucatas de carros da PM, caixa d'água sem proteção e água empoçada