Vandalismo na Praça Santos Dumont

28 jul 18

É muito triste….

Enquanto nós, moradores da Gávea, trabalhamos para ter um bairro mais conservado, limpo e bonito, deparamo-nos com um vandalismo incompreensível.

Eventos em locais próximas a Praça levam para lá, após termino, grupos de jovens alcoolizados e baderneiros, que destroem pelo prazer de destruir.
Nessa quinta-feira tivemos bancos quebrados no Parcão, plantas novas arrancadas, muitas garrafas quebradas, necessidades nos canteiros , etc…

Uma vergonha!!!

 

 

Novidades no Parcão

28 jul 18

O Parcão da Praça Santos Dumont está de cara nova!

Foi feita uma manutenção geral do gradil e portões. Também foram instalados novos bancos.

As novidades foram custeadas em parte pelo grupo “Amigos do Parcao” e o restante pela Amagávea.

Atenciosamente,

Equipe Amagávea

Ações Amagávea

25 jun 18

“Quem ama cuida”: ações que fazem a diferença.

Sabemos que outras muitas ações são necessárias para tratar nossos problemas de segurança, transito, barulho, etc…

Estamos na luta com vários grupos de colaboradores discutindo alternativas e ações.

Junte-se a nós. Venha cuidar do nosso bairro!!!

“Moradores da Rua Major Rubens Vaz reclamam de gerador de prédio” (Matéria Jornal O Globo)

11 jun 18

Prezados moradores,

Confiram recente matéria do O Globo sobre o gerador da Rua Major Rubens Vaz:

“Da mesma forma que moradores consideram a Rua Major Rubens Vaz uma via tranquila e arborizada, também se sentem contrariados com um imóvel específico da vizinhança que, de acordo com eles, semanalmente libera fumaça ao realizar manutenções de seu gerador a diesel. Trata-se de um prédio comercial da Praça Santos Dumont cujos fundos ficam para a rua, que já despertou reclamações de residentes próximos e do presidente da Associação de Moradores da Gávea (Amagávea), René Hasenclever, que também vive no endereço.

A moradora Leila Hipólito, que ocupa um sobrado no número 237, bem ao lado do empreendimento, afirma que o problema existe desde 2015. Dependendo da situação, tanto ela quanto seus vizinhos precisam sair de casa, alega, tamanha é a quantidade de gás que invade os imóveis. Além de confirmar a versão da vizinha, Hasenclever diz que o prédio não tem licença da Subsecretaria de Meio Ambiente para manter o aparelho ligado.

— Essa máquina faz barulho e já foi acionada até mesmo de madrugada. Tenho uma filha asmática, e tanto ela quanto eu já fomos para o hospital por conta disso, três vezes. Só vou ficar tranquila quando tirarem o gerador daqui — declara Leila, que é associada à Amagávea.”

A matéria completa pode ser acessada no site do Jornal O Globo.

Atenciosamente,

Diretoria Amagávea