Trabalhadores em Situação Precária e Corte de Árvores Antigas na Obra da Nova Escola

Trabalhadores em estado precário, sem equipamentos de proteção, colocando em risco suas próprias vidas, corte de diversas árvores muito antigas (talvez centenárias!) do terreno, entre outras aparentes irregulares de uma obra que se encontra errada desde o seu início. Apesar de tudo, a construção da nova Escola na Rua Major Rubens Vaz continua em ritmo acelerado, fundada em atitudes anti-éticas e anti-democráticas.

Não deixem de ler e assinar o nosso abaixo assinado contra instalação da Escola na Rua, com a explicação detalhada sobre o que vem ocorrendo. Já temos mais de mil assinaturas. Nos ajude a conseguir mais!