65º Concerto de Música Clássica

65º CONCERTO DE MÚSICA CLÁSSICA:  29 DE JULHO, SÁBADO, 16:00 NO PLANETÁRIO

(Auditório: Rua Vice-Governador Rubens Berardo, 100, Gávea, fone 2088-0536)

AO VIVO COM O DUO DE PIANO FELÍCIA WANG-AURÈLIO REBELLO – GRÁTIS

Este concerto, com entrada gratuita, será ao vivo (excepcionalmente fora do formato habitual de Vídeo-Concerto) com o prestigioso duo Felícia Wang-Aurélio Rebello, que executará um programa de piano solo e a 4 mãos, com obras de Mozart, Schubert, Brahms, Villa-Lobos, Nazareth, Guarnieri e Mignone.

A entrada é franca, mas garanta sua reserva enviando um EM para [email protected] (Assunto: Concerto do dia 29 de julho) até as 12 horas do dia 29 de julho e retire seu ingresso na Recepção até 20 minutos antes do concerto, após o que as reservas serão abertas. A lista de entrada para os que não fizerem reserva será organizada na Recepção 45 minutos antes do início do evento até completar a lotação do Auditório (120 lugares).

O estacionamento do Planetário é gratuito e estará disponível dentro de sua capacidade limitada. Os estacionamentos do Trade Center e do Shopping da Gávea, na Rua Marquês de São Vicente, são boas opções. Não obstante, a área é servida por farto transporte público.

O concerto dura cerca de hora e meia, incluindo a contextualização das obras pelos recitalistas. Um ótimo Concerto é o que lhes deseja a direção do Planetário do Rio de Janeiro, da AMAGÁVEA, da AMAJB, da Sociedade Musical Bachiana Brasileira e da AAJB, através de seu Conselheiro Nelson de Franco.

Eis o programa detalhado:

Duração musical: 44’

1. Felícia Wang e Aurélio Rebello, piano a 4 mãos
1.1. Wolfgang Amadeus Mozart (1756-1791) , Sonata em dó maior, KV 19-D, 1765, 12:20
i) Allegro, 4:40; ii) Menuetto, 3:50; Rondo: Allegretto, 3:50.

1.2 Franz Schubert (1797-1828),
1.2.1 Rondó op. 138, D 608: Notre amitié est invariable, 1818, 7’.
1.2.2 Fantasia em sol menor D 9, 1811, 6’.
Largo-Allegro-Tempo di marcia-Largo

1.3 Johannes Brahms (1833-1897), Souvenir de la Russie: Chansonette de Titoff, Andante em Lá menor sobre a canção La branche de Nikolai Alekseevich Titoff, 1852, 4’.

2. Aurélio Rebello, piano solo
2.1 Mozart Camargo Guarnieri (1907-1993), Ponteio Nº 49 (“Torturado”), 1959, 2:30’.

2.2 Francisco Mignone (1897-1986), Valsa de Esquina nº 8 em Dó sustenido menor, tempo de valsa caipira, 1940, 2:30.

3. Felícia Wang, piano solo
3.1 Heitor Villa-Lobos (1887-1962), A Lenda do Caboclo do Ciclo Brasileiro para piano solo, 1936, 3:30’.

3.2 Ernesto Nazareth (1864-1934), Fon-fon, 1913, 2:30’.

 

4. Felícia Wang e Aurélio Rebello, piano a 4 mãos
4.1 Francisco Mignone (1897-1986), Lundu em forma de Rondó, 1947, 3:30.

 

Sobre os artistas:

Felícia Wang iniciou seus estudos de música no Liceu Musical Palestrina, Porto Alegre, prosseguindo com Homero Magalhães e Esther Scliar na Pró Arte, Rio de Janeiro. Obteve o 3º prêmio no Concurso de Piano do Movimento Artístico Lúcia Branco e é bacharel em piano pela UNIRIO. Participa de master classes do professor Luiz Carlos de Moura no Rio de Janeiro (Pró Arte e Conservatório Brasileiro de Música-CBM), na Espanha e nos Estados Unidos. Ultimamente, apresenta música de câmara em recitais na Escola de Música Villa-Lobos e no CBM.

Aurélio Rebello nasceu em Belém. Iniciou os estudos de piano com sua mãe Enid Mendes Barroso Rebello e participou de diversas audições no Teatro da Paz. Apresentou-se como solista da orquestra da Universidade Federal do Pará, sob a regência do maestro Nivaldo Santiago.  Transferiu-se para o Rio de Janeiro, onde foi orientado por Dulce Vaz de Siqueira do CBM. Integra o Conselho Diretor do Centro Cultural Francisco Mignone, onde tem realizado diversos recitais como solista e em duo com Felícia Wang.

Nota: O próximo concerto da Série será no dia 2 de setembro, sábado, às 4 com a pianista Maria Helena Andrade, com um programa em homenagem aos 120 anos de nascimento de Francisco Mignone.

Atenciosamente,

Equipe Amagávea