32º Vídeo Concerto de Música Clássica no Planetário

32º Vídeo Concerto de Música Clássica no Planetário

Sábado, 29 de novembro às 16:00 horas

DE GLUCK E MOZART A EXPRESSÕES MARCANTES NO SÉCULO XX:  DVORAK, SHOSTAKOVICH,

LUTOSLAWSKI, GUARNIERI, GUERRA-PEIXE, PASSANDO PELA DANÇA DE MARK MORRIS&SCHUMANN.

DO PIANO SOLO, DUO, E A DUAS MÃOS A SINFONIA, PEÇAS ORQUESTRAIS MENORES E DE CÂMERA

O Planetário da Gávea recebe mais uma edição da série Música Clássica nas Estrelas de Vídeo-Concertos no sábado, 29 de novembro às 16:00 no Auditório do Planetário (Rua Vice-Governador Rubens Berardo, 100, Gávea, fone 2274-0046), que oferece conforto (aparelhagem de ar-condicionado exclusiva para o Auditório) e qualidade sonora para levar-lhes um programa de elevado entretenimento cultural.

O Vídeo- Concerto consiste na projeção de mídias audiovisuais de alta qualidade, com comentários que contextualizam as composições de música de concerto, seus compositores e intérpretes. Este VC apresentará um programa variado, em termos de períodos, compositores e formas musicais, além de número de dança, destacando ícones do período clássico, como Gluck e Mozart, a expressões marcantes no final do século 19 e no século 20:  Dvorak, Shostakovich, Lutoslawski e os brasileiros Guarnieri e Guerra-Peixe, passando pela dança do coreógrafo Mark Morris sobre música do romântico Schumann. As composições incluem do piano solo, duo, e a duas mãos, à sinfonia, peças orquestrais menores e de câmera. Entre os intérpretes, destaque para Nelson Freire, Martha Argerich, bailarinos principais do American Ballet Theater, a Luzerner Sinfonieorchester com o Maestro Neeme Järvi e a OSESP com o Maestro John Neschling.

O acesso é livre. Não adquira ingresso na Bilheteria; entre diretamente no prédio e identifique-se na recepção, procedendo à entrada do Auditório, no 1º piso, onde representante da Associação dos Moradores e Amigos da Gávea-AMAGAVEA estará, pelo menos meia hora antes do Vídeo-concerto, organizando a lista de entrada e recebendo as contribuições voluntárias, com um valor sugerido de R$15, para compensar os custos de produção incorridos pela AMAGAVEA e a ausência de patrocínio financeiro. Se desejar fazer uma reserva, mande um EM [email protected] (assunto: VC de 29.11 no Planetário) ou se comunique com Nelson de Franco nos fones 99676-3040 ou 2274-9972. Se V., por acaso, esquecer de fazer a reserva, não deixe de comparecer por essa razão, pois o Auditório com suas 100 cadeiras tem capacidade suficiente para acomodar a costumeira  plateia dos VCs.

Este Projeto é resultado de uma bem sucedida parceria entre o Planetário e a AMAGAVEA, que conta ainda com apoio da Associação dos Amigos do Jardim Botânico-AAJB, da Associação dos Moradores e Amigos do Jardim Botânico-AMAJB, da Sociedade Bachiana Brasileira, e do Projeto Comunicar da PUC Rio (Jornal da PUC e PUC Urgente) para sua divulgação.

Eis o programa detalhado:

1. Antonin Dvorak (1841-1904), Scherzo capricccioso em Ré Bemol Maior, Opus 66 (B131), 1883, 13:46.

Luzerner Sinfonieorchester, Maestro Neeme Järvi, KKL Luzern Concert Hall, Fevereiro 2011.

2. Wolfgang Amadeus Mozart (1756-1791), Andante e Cinco Variações para piano a 4 mãos em Sol Maior, K.501, 1786, 7:06.

Martha Argerich e Stephen Kovacevich, Salle Médran, Verbier Festival julho 2008.

3. Witold Lutoslawski (1913-1994), Variações sobre um Tema de Paganini para dois pianos, 1941, 4:59

Martha Argerich e Gabriela Montero, Salle Médran, Verbier Festival julho 2007.

4. Camargo Guarnieri (1907-1993), Encantamento, 1941, 7:27.

Orquestra Sinfônica do Estado de São Paulo, Maestro John Neschling, Sala São Paulo, dezembro 2008.

5. César Guerra Peixe (1914-1993), Mourão, 1973, 2:47

Orquestra Sinfônica de Sergipe, Maestro Guilherme Mannis, maio 2009.

6. Mark Morris (1956) /Robert Schumann (1797-1828), Coreografia, 2002, sobre 4º Movimento: Allegro ma non tropo do Quinteto para piano em Mi Bemol Maior, Opus 44, 1842, 7:29

Bailarinos José Manuel Carreño, Angel Corella, Vladimir Malakhov, Ethan Stiefel do American Ballet Theatre, 2002.

7. Dmitri Shostakovich (1906-1975), Sinfonia Nº 9 em Mi Bemol Maior, Opus 70, 1945, 24:42.

i) Allegro, 5:15; ii) Moderato, 7:05; iii) Presto, 2:49; iv) Largo, 3:04; v) Allegretto, 6:29.

Luzerner i Sinfonieorchester, Maestro Neeme Järvi, KKL Luzern Concert Hall, Fevereiro 2011.

8. Christoph Gluck, (1714-1787), Orfeu e Eurídice, 1762, Melodia, Transcriçãopara piano Giovannni Sgambati (1841-1914), 3:02

Nelson Freire, Royal Albert Hall, Londres, agosto 2010.

 O vídeo-concerto dura cerca de 2 ½ horas, incluindo as apresentações das obras e o intervalo de 10 minutos.

Bom evento!

Diretoria AMAGÁVEA